O que é um CBDC ou moeda digital de um banco central?

que es una cbdc o moneda digital de un banco central Bitnovo
7 min read

Alguns Bancos Centrais começaram a analisar o potencial da emissão das suas próprias moedas digitais, e como relatámos em artigos anteriores, estão cada vez mais próximos de o fazer.

Mas além das notícias, ou dos rumores, é bom saber mais sobre o que estamos a falar quando falamos de CBDC ou Central Bank Digital Currency (Moedas Digitais de um Banco Central)

Neste breve artigo colocar-nos-emos questões como: O que é um CBDC? quais são as características de um CBDC? como funcionam os CBDC? e outros factos interessantes.

O que é uma Moeda Digital de um Banco Central ou CBDC?

As siglas CBDC referem-se a Central Bank Digital Currency ou, em português, Moeda Digital de Banco Central. Esta moeda é uma maneira de emitir dinheiro fiduciário digital por parte de um banco central, para una determinada nação ou território.

De qualquer forma, a estratégia por trás de isto é dar uma nova cara ao dinheiro fiduciário que todos conhecemos, mas acrescentando algumas características das criptomoedas

Dizemos “algumas” porque claramente uma moeda controlada por um banco central carece dos benefícios básicos de una criptomoeda no que diz respeito à privacidade e à descentralização

É de referir que as CBDC não são criptomoedas como é a Bitcoin ou Ethereum, apenas uma reação dos governos e dos bancos ao crescimento e à “ameaça” das criptomoedas.

Porque é que os bancos e os governos estão preocupados? Porque estão a perder poder económico e financeiro para libertar moedas que competem contra o monopólio do dinheiro instituído pelos bancos centrais em cada país.

O acesso à informação, impulsionado pela Internet, está a evidenciar cada vez mais este monopólio flagrante que levou muitos países à ruína, como já vos dissemos em artigos como: Argentina e bitcoin como refúgio.

Objetivos das CBDC

Conscientes de que os seus negócios estão em declínio, os governos estão a impulsar uma forma de dinheiro que os ajude a alcançar diferentes metas económicas, políticas, geoeconómicas e geopolíticas e onde a espionagem da população atingirá níveis sem precedentes.

Entre estes casos, já temos visto algumas propostas da China com Renminbi eletrónico ou da União Europeia com o Euro Digital. Apesar das de os objetivos variarem de estado para estado, em linhas gerais, as razões para implementar uma CBDC são:

– Criar uma nova forma de dinheiro que possa tirar partido de toda a tecnologia que as criptomoedas têm desenvolvido até à data.

– Fomentar novas estruturas económicas e financeiras que incentivem o investimento das nações e do mundo.

– Melhorar e simplificar o comércio nacional e internacional.

– Estimular la competencia entre diversos sistemas de pagos, haciendo que estos sean más económicos y mejoren el alcance.

– Estimular a concorrência entre diferentes sistemas de pagamento, tornando-os mais rentáveis e melhorando o alcance.

– Desenvolver mecanismos para um controlo rápido e imediato sobre a política monetária.

– Criar um sistema de controlo que permita saber para onde vai o dinheiro desde a fonte até ao fim, em qualquer altura.

que es una cbdc o moneda digital de un banco central Bitnovo

Como funcionam as CBDCs?

A forma como uma CBDC funciona depende da tecnologia e dos objetivos para os quais foi criado. Tal como as criptomoedas, cada uma pode ter uma tecnologia diferente e uma forma diferente de funcionamento. Neste caso, dependerá dos interesses do Banco Central que a emita.

Como já vimos, muitos destes Bancos Centrais puseram a sua mira na tecnologia blockchain e nos livros de contabilidade distribuídos. A explicação é que esta tecnologia facilita a criação de sistemas interoperáveis com outras moedas, como vemos hoje em dia com as criptomoedas.

Do mesmo modo, as CBDC poderiam ter a possibilidade de implementar tecnologias como os smart contracts, que são impensáveis no dinheiro fiduciário.

CBDC que son Bitnovo

Modelos de funcionamento das CBDC

Na imagem acima podemos ver diferentes modos de funcionamento das CBDC dependendo dos objetivos da dita moeda.

1- Melhorar o funcionamento dos sistemas de pagamento.

2- Substituir o dinheiro em numerário por uma alternativa mais eficiente.

3- Melhorar os instrumentos de política monetário disponíveis, especialmente quando se enfrentem limites negativos.

4- Reduzir a frequência e custas de crises bancárias.

A cinzento temos as interseções entre estes modelos de funcionamento, representando onde as CBDC são possíveis, cada uma delas com características próprias.

Seja qual for o caso, é evidente que os objetivos dos bancos e dos estados se efetivarão, definindo como funcionará uma CBDC e que característica terá em determinados momentos.

Diferenças entre as CBDC e Bitcoin

Para que possa compreender quais são as principais diferenças entre ter um CBDC e comprar bitcoin faremos uma breve comparação:

Política Monetária

– Em Bitcoin serão criados apenas 21M de Bitcoin e isto não se poderá alterar.
– Nas CBDC isto estará nas mãos da entidade emissora e, assim, sem dúvidas, serão suscetíveis à inflação.

Geografia

– BTC é acessível em qualquer parte do mundo, sem fronteiras.
– Uma CBDC estará limitada ao território que o governo emissor determine.


Armazenamento

– Em Bitcoin qualquer um pode receber e guardar Bitcoin com a sua própria security seed.
– Numa CBDC os utilizadores podem estar expostos a censura se não cumprimentos os requisitos impostos.


Transferência

– Em BTC qualquer um pode transferir valor desde que tenha internet e a sua chave privada
– Nas Moedas de um Banco Central dependerá dos requisitos impostos pelos próprios bancos centrais.

Em síntese a criação das CBDC pode resumir-se à frase “Se alguém lhe bloquear a porta, não lute, procure a janela”.

Os bancos centrais tentarão limitar coercivamente a utilização de criptomoedas impondo (como puderem) o uso da sua própria moeda digital.

Conseguirão eles parar ou interromper o avanço das criptomoedas? A minha opinião é que não têm qualquer hipótese.

Que lhe possa interessar…